Alumínio

A operação térmica inicial aplicada ao alumínio antes do trabalho a quente é referida como "pré-aquecimento". Um dos principais objetivos é facilitar o manejo com o material. Este processo precede a laminação a quente, extrusão ou usinagem, resultando em variações na forma do produto. Os fornos usados ​​para homogeneização também podem variar dependendo do produto. Lingotes, placas, tarugos e troncos são os produtos mais comuns. Fornos contínuos, impulsores e fornos de batelada são os mais utilizados, onde as temperaturas são de até 650 °C .

Monitorar o processo de tratamento térmico do alumínio é fundamental para obter aquecimento homogêneo em toda a carga. O aquecimento uniforme da carga elimina as taxas de re-trabalho do produto e o tempo de inatividade do forno, enquanto aumenta a eficiência da produção. O perfilamento do produto garante a conformidade com as diretrizes de tratamento térmico e certas especificações, como aeroespacial (AMS2750) e automotiva (CQI-9).
Para produzir tiras de alumínio, como as utilizadas em janelas e portas, grandes tarugos de alumínio são aquecidos a 480ºC e colocados em uma grande prensa hidráulica. O alumínio é então extrudado através de várias matrizes moldadas. As temperaturas do tarugo precisam ser mantidas para garantir que não estejam muito frios ou quentes ao entrarem no dado. Além disso, a temperatura das tiras de alumínio extrudido deve ser cuidadosamente controlada durante a extrusão.

Com monitoração via infravermelho é possível:

-Controlar as temperaturas do tarugo na matriz, bem como a velocidade da extrusão que sai da matriz. Se a temperatura estiver incorreta, as propriedades do metal do alumínio podem ser afetadas - especialmente, as propriedades de tensão

- Monitorar os ciclos térmicos do produto e do forno simultaneamente e tomar ações corretivas, identificando pontos frios ou quentes em toda a carga

- Garantir a qualidade do produto, monitorando o ciclo de tratamento térmico e criando relatórios para rastreabilidade

- Prover conformidade com especificações especiais de tratamento térmico, como AMS2750 e CQI-9

- Monitorar o desempenho do forno ao longo do tempo e prever os problemas antes que eles ocorram, especialmente após manutenção

- Maior produtividade e maior vida útil da matriz, através de um controle de temperatura mais rigoroso

- Melhor qualidade do tarugo com monitoramento contínuo da temperatura